29/12/2015

7 coisas que aprendi em 2015



Oi gente! 2015 foi um ano não tão legal pra mim. Foi um ano bem dificil, cheio de guerras internas e externas. Segundo a astrologia, o planeta regente de 2015 foi Marte - o grande Deus da guerra - não podíamos esperar um ano mais fácil né?! Hahaha. Mas não posso reclamar, esse ano eu aprendi e amadureci em muitos aspectos. Foi um ano de muitas mudanças. Eu fiz uma lista de coisas que aprendi nesse ano e resolvi compartilhar com vocês por aqui pra inspirar um pouquinho mais esse fim de ano:

1. Amar-se antes de qualquer coisa.
Eu não sou a rainha do amor próprio, houveram dias em que eu não tinha coragem nem de olhar meu próprio reflexo no espelho. Mesmo assim, eu insisti. Me amar mais foi uma das minhas metas de 2015 que eu orgulhosamente pus em pratica e consegui algum resultado positivo. Não foi fácil, nunca vai ser, mas não tem sensação melhor do que se sentir confortável no próprio corpo e com a própria personalidade.

2. Decepções nos fazem ganhar mais do que perder.
Quebrei a cara e fiz muito papel de trouxa em 2015, mas todas essas situações me fizeram mais forte, mais corajosa. A gente tem a mania ridícula de achar que quebrar a cara é 100% ruim, quando na verdade é só questão de ponto de vista.

3. Insistir em quem (no que) eu amo.
Sempre tive a mania escrota de desistir fácil das coisas que eu quero. Sempre achei que se eu insistisse estaria sendo trouxa e que se de primeira não desse certo era hora de desistir. Não é assim! Se de primeira algo que você quer muito não deu certo, você precisa insistir - e pode fazer isso quantas vezes quiser. As pessoas vão te julgar sim, mas o que importa é o que você realmente quer. Se você ama vai fundo, lute por isso. sabe de uma coisa? Não tem sensação melhor do que perceber que você não desiste covardemente do que ama, sério mesmo.

4. Permita-se sentir tudo.
Tristeza, alegria, dor, medo... permita-se sentir tudo. Sempre achei que sentir medo ou tristeza era errado. Eu tentava a todo custo erradicar esses sentimentos de dentro de mim. O fato é que a vida é uma montanha russa e você precisa aprender a curtir a viagem. Altos e baixos são o que fazem a vida mais colorida. Quando eu me permiti ficar triste os momentos felizes foram bem mais intensos e verdadeiros.

5. Afastar-se de amizades que não me fazem bem.
Eu sou bem ingênua quando se trata de amizades! Confio demais, me doou demais enquanto a pessoa fica 100% nem ai. Esse ano eu percebi que não vale a pena tentar manter determinadas amizades na minha vida se elas não estão dispostas a me manter na vida delas. Não importa se é uma amiga de infância ou alguém que você conheceu na escola. Sempre vão existir outras amizades - melhores até - que vão valorizar sua companhia. Então se afastar das falsiane que não me fazem bem foi uma das melhores coisas que eu fiz e aprendi esse ano.

6. A vida não espera você se decidir.
Ficar sentado esperando que a vida decida as coisas por você pode ser perigoso. Você nunca vai ficar satisfeito. Acho que fato de ter me entregado aos desafios, ter decidido o que eu quero e ter simplesmente ido a frente e realizado o que eu queria me fez mais corajosa. Fez a vida mais divertida e por vezes mais assustadora, mas foi bom acordar e perceber que eu precisava tomar as rédeas da minha vida e viver como eu queria.

7. Ser feliz com o que eu já tenho.
a gente reclama demais. Acha que tem pouco e nunca tá satisfeito com nada. Eu aprendi a ficar feliz com o pouco que eu tenho. Aprendi a ficar feliz com os dias de sol em que eu sai com meus amigos, com as conversas bobas, com o elogio vindo de uma criança e com todas as pequenas coisas que poderiam brotar no meu caminho. Isso me fez um bem da nado e eu percebi o quão bonita pode ser a vida.

E ai o que você aprendeu esse ano? Conta pra mim, o seu comentário é muito importante ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário