30/12/2016

Isso não é um adeus, é um até logo

 
 
2016 foi mesmo um ano de términos e conclusões. Eu vi muitas coisas se partirem ao meio na minha vida, vi muita gente se afastar e ser afastada, muita coisa perder o sentido. 2016 tornou tudo um furacão e por incrível que pareça eu gostei. Precisava dessa bagunça enorme que se tornou minha vida para poder entender o que era realmente necessário ou não pra minha vida. E depois de muito insistir nesse blog, eu percebi que o adorável rebeldia já não era necessário para minha vida a muito tempo. 

Eu cresci,  mudei muito nos últimos anos e meus interesses mudaram também. Quando eu criei esse blog eu era uma garota de 14 anos que odiava o mundo todo e não entendia o porque. Hoje com 22 eu percebi que o mundo pode ser cheio de amor se eu estiver disposta a colocar esse amor nele. Eu não sou mais toda aquela revolta sem motivo! Obviamente, eu ainda me revolto por muita coisa e não suporto muita coisa mas eu aprendi que odiar não é necessário. Eu comecei a fazer dança cigana e percebi que sempre quis fazer dança, comecei a me amar mais e querer de volta a identidade que eu perdi tentando me encaixar nos padrões. Mudei pra caramba.

Sabe quando você olha pra decoração do seu quarto e não se sente mais em casa no meio daquele amontoado de coisas que um dia significaram algo pra você? Então, é assim que eu me sinto aqui e foi exatamente por isso que eu resolvi abandonar o blog de vez. Criei coisas incríveis e sonhei tanto aqui, que o adoravel rebeldia jamais será esquecido. chegou a hora de mudar de ares. Obrigada pelos comentários (foram poucos, mas todos tão importantes♥) e pelos likes na page do fb. Foi muito importante pra mim. Muito obrigada. 

A boa noticia é que isso não é um adeus, é um até logo. Com a chega de 2017 eu estou montando um novo espaço pra mim poder escrever sobre tudo (de espiritualidade a banalidades) sem me importar com rotulos que criei. Então fiquem ligados que 1 de janeiro o projeto será divulgado na page do adorável rebeldia ok ♥ 

Por hora é isso! Muito obrigada por tudo e desculpa pela quantidade de vezes que apaguei tudo e recomecei do zero aqui. Coisas novas estão por vir.

15/12/2016

Coração partido



Você partiu meu coração em um milhão de pedaços. Já tive meu coração partido diversas vezes e de formas diferentes, mas você se superou. E não sei qual era o meu problema, mas eu sempre voltava atrás e dizia que seria diferente. Nunca foi. Você nunca moveu uma palha por mim e todo mundo me lembrava isso todos os dias, ainda assim eu insistia. A verdade é que eu não sei o que aconteceu durante esses dois anos, a única coisa que eu tenho certeza é que eu esperei demais de alguém que nunca teve nada a me oferecer. Parei meu coração por você. Eu beijei outras bocas, estive com outras pessoas mas não dei espaço pra ninguém entrar no meu coração porque eu achava que você sentia algo. Eu acreditava firmemente que uma hora ou outra o destino me surpreenderia e tudo começaria a dar certo. Não foi bem assim que as coisas aconteceram e agora eu preciso aprender a lidar com o pior dos corações partidos.

Eu nunca nem te beijei e droga isso tá sendo tão difícil! Eu bloqueei você no fb ontem, porque talvez assim eu esqueça seu rosto; Eu desejei que o ônibus que eu pego não passasse na frente da sua casa pra eu não ficar olhando pela janela te procurando; Eu quis intensamente que você fosse abduzido por alienígenas e nunca mais voltasse. Seria muito mais fácil do que está sendo agora. Porque a verdade é que de todos os amores que eu já senti, o que nutri por você foi o mais verdadeiro e intenso. Doi perceber que esse amor não foi feito pra acontecer.

Queria fingir que nada disso nunca aconteceu. Queria poder apagar todas as lembranças, igual no filme um brilho eterno de uma mente sem lembranças. Só queria esquecer você mais rápido, sem ter que lidar com a dor e seus adjacentes. Porque ter o coração partido dói, mas ter o coração partido um milhão de vezes pela mesma pessoa doi bem mais.

•••

Gostou do texto? Deixei um comentário! Seu comentário é muito importante pra mim.
me siga nas redes sociais (sou dlarosaleticia em todas)



 

14/09/2016

Sobre pedir desculpas



Eu cometo erros. Sou explosiva e sempre acabo dizendo coisas que jamais deveria ter dito. Me sinto horrível por isso, porque por agir sem pensar eu acabo destruindo amizades e relações importantes pra mim. Não vou dar de ombros para algo que está destruindo minhas relações e dizer "tudo bem, eu sou assim mesmo e as pessoas que me aceitem", não é assim que as coisas funcionam. Ninguém é obrigado a aceitar minhas crises de ingratidão, raiva e estresse semanais. Se você aguentou por mais de um ano, você merece um prêmio. Minha mãe talvez mereça um Oscar. Então isso talvez seja sobre como eu aprendi que pedir desculpas era necessário. Sobre todas as vezes que eu agi feito uma criança mimada mesmo não tendo mais idade para isso.

As pessoas não são perfeitas. Nós não somos perfeitas. Você vai cometer erros durante todos os anos da sua longa (ou curta, nunca se sabe) vida. E por mais clichê que isso pareça, todos esses erros cometidos vem pra te ensinar alguma coisa. Eu aprendi algo muito importante na vez que eu não quis ouvir ninguém e estava entregando meu coração ao cara mais babaca do universo (assunto para outro texto); Aprendi algo muito importante no dia em que eu briguei com uma pessoa que se preocupa comigo e algum tempinho depois ela veio explicar que não estava me provocando e nem nada do tipo; Aprendi horrores todas as vezes que em que eu briguei com meus melhores amigos. Algumas vezes você demora pra aprender e outras não. Depende da situação. Você só não pode se martirizar e se machucar por algum erro que cometeu. Então, talvez o primeiro passo antes de pensar em pedir desculpa por alguma coisa, é se desculpar e tentar aprender alguma coisa com aquela situação toda. Afinal, se erros vem pra ensinar alguma coisa, esteja ciente de que você vai cometer erros durante a vida toda. A beleza está em aprender com eles.

Não vou mentir, infelizmente nós temos a famosa mania de nos culpar por um erro que não foi nosso. A sociedade nos ensinou isso. Exemplo basico: Seu namorado foi um completo escrotão, brigou, te xingou e tudo mais porque você estava com uma roupa curta em uma festa de uma amiga que ele não foi convidado. Ensinadas a pensar que estamos sempre erradas, vamos pedir desculpas. Não, você não tem que pedir desculpa pra macho escroto (ok? ok). Certas situações é preciso analisar com muito cuidado antes de sair pedindo desculpa e tomando toda a culpa por um desvio de caráter de alguém. O segundo passo então é prestar a atenção no seguinte: Se a pessoa te trata mal o tempo todo, te trata como propriedade, só te procura quando precisa, ela não merece um pedido de desculpas e muito menos seu rancor. Faça um favor a si mesma, se afaste e vai ser feliz combinado? 

Então, finalmente depois de analisar a situação você está pronta. Não vou mentir dizendo que pedir desculpas vai ser a coisa mais fácil do planeta, porque definitivamente não vai. Mas quando você dizer o seu primeiro "me desculpa, eu não devia ter feito aquilo" com todo seu coração, as coisas ficaram mais fáceis. Eu prometo. Esteja preparada para o fato de que algumas pessoas não vão perdoar nossas falhas. A culpa não é sua e muito menos dela, não existem culpados só pessoas que precisam se curar antes de seguirem em frente. Cada um tem seu tempo. Foque-se no fato de que você fez sua parte e se a pessoa for realmente importante para você, ela voltara pra sua vida, só não desistir e provar que você aprendeu algo com toda a situação.

Eu demorei muito tempo pra aprender tudo isso, na realidade, ainda estou aprendendo. Sou orgulhosa e pedir e aceitar desculpas é algo bem difícil pra mim. E quando digo bem difícil é tipo bem difícil a níveis desastrosos. Estou orgulhosa de mim mesma por conseguir deixar ninha teimosia um pouco de lado e pedir desculpas. Porque no final das contas o que vale mais as pessoas que amamos ou o nosso orgulho que não nos leva a droga de lugar nenhum?

•••
Se alguém lê isso aqui, desculpas. Eu sou a pessoa mais desorganizada do mundo e tenho tentado abraçar o mundo: ajudar no espetáculo de dança, fã site pra administrar, design e etc. Aos pouquinhos eu vou me ajeitando, prometo.


11/07/2016

Para um amor do passado



Querido amor do passado, 
A tempos queria te escrever, mas nunca tive coragem. Muito tempo se passou e eu continuo aqui parada nessa história como se você ainda vivesse em mim. Hoje pela noite eu resolvi não mais resistir e me pus a te escrever. Quando você ler essa carta, eu já estarei bem longe daqui. Não vou pedir pra você voltar, porque "te perdendo eu cresci tanto..." já dizia a nossa música. Essa carta é meu ultimo passo para a liberdade, então que ela não te machuque. E lembre-se, queime a depois de ler. 
Quando eu era mais nova as pessoas costumavam dizer que "quem muito brinca com o coração dos outros um dia será o brinquedo" e eu não dava a mínima pra isso. Não que eu fosse a maior heartbreaker da cidade de São Paulo - na verdade nem na lista de heartbreakers eu entrava - mas digamos que eu já tenha passado dos limites da vergonha na cara quando o assunto é o sentimento alheio. Magoei mas magoei de verdade quando na realidade eu deveria ter feito de outra forma, parado de ser uma criança de 5 anos assustada e ter conversado como uma pessoa civilizada sobre os meus sentimentos. Mas pra eu estar escrevendo essa carta, significa que eu fiz completamente o contrário não é? É, eu fiz o contrário. Fiz ao contrário e agora senti na pele.
A verdade que arrependimento não é o tipo de coisa que eu deveria alimentar. Deveria seguir em frente, me perdoar e perdoar você, mas é aquele ditado. Não sou boa em perdão, sou rancorosa até comigo mesma. Isso é meio doentio e errado, mas é quem eu sou na minha verdadeira essência. Não dizem por ai que temos que amar até nossas partes ruins? Então, ando praticando isso. Mas o grande fato é que hoje parando pra pensar - depois de anos do acontecido - eu confesso que me senti culpada. Não só culpada por ter feito você se sentir como eu me senti - eu sei que fiz isso em proporções maiores, mas é porque eu sou exagerada, aceita que dói menos - mas sim, porque depois de você eu tornei minha vida amorosa um grande campo de amores cruzados onde eu amo fulano que não me ama e odeio fulano que me ama.
Talvez o meu maior problema naquela época era medo de ser vista como vulnerável. Tinha uma mania bem estranha de agir como se eu fosse feita de ferro quando na realidade eu era frágil demais e qualquer ventinho era capaz de me curvar. Me sinto culpada por não me permitir ser vulnerável, por não me permitir sentir e por não dizer tudo aquilo que eu queria ter dito. Me sinto culpada por não ter te dito que lá no fundo, por baixo da minha armadura, eu gostava e muito de você; Me sinto culpada por ter me culpado por isso durante todo esse tempo e ter deixado as lembranças bagunçarem as coisas por aqui.
Não quero mais me sentir assim, culpada por todas os coisas que não deram certo entre a gente. Pedir desculpas não vai adiantar, ter uma ultima chance com você não vai adiantar! Depois de tanto tempo minha única chance é seguir em frente e aos poucos ir juntando todos os caquinhos que deixei pelo caminho. Foi por isso que eu decidi te escrever! Pra dizer que eu nunca quis te magoar de verdade e pra enfim me perdoar pela bagunça que eu causei em mim mesma depois que você se foi. Você foi incrível como pode, fomos incríveis como pudemos um com o outro, mas nosso tempo passou. Espero que esteja feliz e tenha tudo que você sempre sonhou. Espero que eu seja feliz e tenha tudo que eu sempre sonhei.
Com carinho, um amor do passado. 

Gostou do texto? Deixo um comentário, sua opinião é muito importante pra mim ♥

17/03/2016

Old but gold: Quando o seu mundo sai do lugar




As vezes, o nosso mundo meio que sai do lugar. É estranho, um pouco insano pra falar a verdade. Mas acontece. Aquela garota que ria e costumava fazer piada de tudo, se transformou em uma pessoa séria com um péssimo senso de humor; O menino que costumava ser o conquistador da turma se apaixonou e teve seu coração quebrado em mil pedaços. As situações mudam as pessoas e as fazem acreditar que a dor é pra sempre. A gente acredita e vai se acostumando e então, passa a depender daquilo. Precisa da dor pra escrever, da dor pra ouvir aquela musica mais triste, precisa da dor como um motivo pra ficar em casa em vez de sair com os amigos. Aos poucos, isso vicia.

Só que, no final das contas, todo mundo sabe que nada dura pra sempre. A dor não vai ficar alojada em você pra sempre e o motivo da sua dor não vai corroer sua mente todas as noites. Tudo isso vai embora com o tempo ou até mesmo com ajuda de alguém. Demora bastante, mas uma hora ou outra você acorda diferente, com uma saudade daquele seu antigo eu e se olha no espelho com um sorriso bobo. É como um primeiro passo que você nem ao menos sabe para onde esta te levando, mas mesmo assim você segue em frente. Abre a janela olha o mundo lá fora e vê que o tempo não parou pra você ouvir aquela musica triste no escuro do seu quarto e nem pra te ver chorar por causa de alguém. O mundo seguiu em frente e inevitavelmente você sente que deve fazer o mesmo. Seguir em frente e deixar a tristeza procurar um novo lar, mesmo sabendo que ela sempre vai voltar.

Ela riu de novo, junto com aqueles amigos de sempre. Foi estranhamente libertador e prometeu a si mesma que faria mais vezes, sempre as sextas-feiras, o seu dia favorito na semana. Ela não se lembrava o quanto rir era legal e nem o quanto aquele batom vermelho a deixava ainda mais bonita. Provavelmente usaria aquele sorriso sempre que possível e sem motivo algum só por gostar dele; Ele resolveu ir naquela festa no sábado e se divertir como antigamente. Não foi a mesma coisa, mas rendeu boas lembranças e uma ressaca um pouco desconfortável no domingo de manhã. Tudo bem, podia superar isso também. Prometeu que sairia mais vezes e que deixaria seu coração ser quebrado de novo e de novo e tudo seria curado e esquecido no domingo de manhã até que ele esbarrasse com alguém por ai, com um sorriso bonito suficiente pra não esquecer no domingo de manhã e sim lembrar todos os dias. Provavelmente esses dois se esbarrem por ai e tenham um motivo a mais para seguirem em frente.

Com certeza, você vai começar a entender porque dizem que a vida é uma montanha-russa. Porque afinal de contas, é isso que ela é: só uma montanha-russa e as pessoas que vão no primeiro carrinho, sentem mais adrenalina e medo durante o percurso, porém, sempre tem mais história pra contar. Depois de toda tempestade que você enfrentou, o arco iris vai te lembrar que seu sorriso só parece ser mais verdadeiro, porque você passou por momentos difíceis lá atrás. Seu coração só parece mais forte, porque em algum momento lá atrás, seu mundo saiu do lugar e te fez encontrar um lugar escuro e assustador chamado tristeza. Depois, você finalmente vai entender que todo momento feliz é feito das tristezas que a gente esbarra por aí quando nosso mundo resolve sair do lugar.

Gostou do texto? Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante pra mim ♥ 

15/03/2016

Motivos pra você nunca saber o quanto gosto de você


 Uma vez me disseram que eu era boba por não me aproximar e deixar você saber o que se passava aqui dentro do meu coração. Eu dei risada, a pessoa jamais entenderia a situação. A gente nunca entende droga nenhuma até estejamos passando pelo mesmo. Amar machuca e não é fácil. Eu sabia desde o começo, mas não quis dar o braço a torcer, eu sou teimosa. Algo aqui dentro insistia em me fazer acreditar que um dias as coisas se ajeitariam. Isso nunca aconteceu e é como se eu não conseguisse mais esperar. A vida vai passando e eu perdi alguns amores que eu expulsei por sua causa. Por teimosia, eu me agarrei a ideia de que você e eu daríamos certo. Isso nunca aconteceu e aquela história bonita, que viraria um livro, ficou só na minha cabeça.

E como doeu. Acredito que essa dor não seja nem possível de ser descrita em palavras.  Porque você não correspondeu as minhas expectativas infundadas. Eu criei um mundo pra gente na minha cabeça e acreditei mesmo sabendo que aquilo tudo era a história que contava pra mim mesma dormir sem ter que me sentir estúpida por tudo isso. Sempre soube quem você era e gostei de você exatamente por isso, por ser aquele tipo de pessoa que não é fácil de ser lida mas que eu conseguia mesmo assim. Algo em você era permanentemente incrível e me fazia não olhar pra nada além de você. Mas com o tempo, as coisas começaram a me incomodar. Aquele amor, que via beleza até nos seus defeitos começou a me sufocar e implorar pra ir pro mundo real. Eu não deixei, justamente porque eu sabia como terminava. Em algum lugar em mim ainda existe um pouquinho de sanidade.

Quantas vezes eu não ouvi as pessoas falarem que você não era pra mim? Quantas vezes eu mesma não me obriguei a acreditar nisso? Acordava decidida a te esquecer, até virar a esquina e dar de cara com você. Então tudo voltava e voltava com mais força. Passava semanas sem dormir - confesso, que essa semana tem sido uma dessas - e ficava ansiosa. O tempo todo esses sentimentos me puniam e gritavam pra mim que queriam sair, mas eu não deixava. A minha parte realista sabia exatamente como tudo terminaria e como eu estaria sangrando continuamente dali umas semanas. Porque eu tenho essa tendência estúpida de me apaixonar por pessoas que não me dão a minimiza ou simplesmente não amam ninguém além delas mesmas. Amores trágicos sempre me encheram os olhos.

Mas as pessoas mudam com o tempo, eu mesma mudei muito de uns tempos pra cá. Inclusive, aprendi que por mais forte que sejam determinados sentimentos, o que deve sempre prevalecer é o nosso cuidado com nos mesmos. Eu realmente te amo, mas sei que nosso amor tá fadado ao fracasso como todos os outros amores que passaram por aqui. Eu não quero mais isso, cansei de fracassos e histórias repetidas. Tu sempre vai ter seu lugarzinho aqui comigo, mas esse amor nunca vai dar certo porque nos dois simplesmente não fomos feitos pra dar certo.

As pessoas nunca entendem quando eu digo que não vou te deixar saber o que se passa no meu coração. Eu também não entendia o porque, mas hoje eu vejo o quanto esse foi uma das decisões mais acertadas que eu já tomei na minha vida. Eu não preciso de mais um decepção, mais uma história triste pra contar. Te amo, mas o meu amor-próprio vem acima de tudo e é assim que vai ser a partir de hoje.

Gostou do texto? Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante pra mim ♥ 

17/02/2016

Medo de dar certo.


Eu sempre sei o conselho perfeito para um coração partido ou pra um amor mal resolvido, mas nunca sei o que fazer quando é comigo. É engraçado né?! Sempre sabemos o que fazer com a vida dos outros, mas nunca com a nossa. Hoje eu disse "hey, mas você precisa superar ele, não pode ficar assim não amiga!". HAHAHA falar é tão fácil. Me coloco agora no lugar da minha amiga e vejo, as coisas nunca são tão simples o quanto parecem. Inclusive, relacionamentos não são tão simples assim! Parece que nós sempre queremos justamente aquela pessoa que vai quebrar nosso coração em mil pedacinhos e desprezamos aquela pessoa super legal que tem tudo a ver com a gente. Temos aquela tendência básica a gostar do que é fadado a dar errado.

As pessoas tem medo de serem felizes. Simples. Preferimos mil vezes nos agarrarmos a relacionamentos que nunca irão dar certo do que seguir em frente.O mundo é enorme e tem tanta gente pra conhecermos, mas é muito mais fácil insistir no que machuca e da dor de cabeça. E sabe porque? porque as pessoas tem medo de dar certo e serem felizes. Parece que a gente se acostumou com aquela cena repetitiva: conhecer alguém, ficar com esse alguém, criar expectativas e sentimentos e por fim, dar tudo errado. Dai quando conhecemos alguém que nos dá aquela sensação de que tudo vai dar certo, o que fazemos? fugimos, damos desculpas e voltamos a nossa zona de conforto onde até o que nos machuca parece normal.

Isso é tão errado! Por quanto tempo mais você vai evitar 'dar certo' com alguém? Não falo dar certo, casar e serem felizes para sempre, não porque até o pra sempre acaba. To falando daquele dar certo de ficar com alguém que vai te dar o amor e respeito que você merece e você vai se desdobrar pra fazer mesmo. É isso que significa dar certo, não tem nada a ver com relacionamentos perfeitos que contam por ai nos filmes. Vai ficar com medo de ser feliz por mais quanto tempo?

Eu sei, deixar a zona de conforto e ir de encontro ao que de melhor espera por nós, não é fácil. Mas também não é certo ficar evitando relacionamentos e usando essa desculpa de " não vai dar errado". Só da errado quem continua insistindo nos mesmos erros e quem sente só na superfície. Mergulha, vai fundo e deixa essas desculpas junto com seu medo - sim aquele que você acha que esconde bem - de ser feliz de verdade pra trás. A vida é curta demais pra ficar evitando o que nos faz bem.

Gostou do texto? Deixe um comentário! Sua opinião é muito importante pra mim ♥